terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Não e' Tarde Nem e' Cedo


A noite vai caindo sobre o meu olhar
As estrelas lembram-me de ti, não da para acreditar
Tudo se transforma, a lua chama por mim
É agora ou nunca, tenho de ir ate ao fim
Não tenhas medo
Não é tarde nem é cedo…

Preciso de ti, junto a mim
Quero-te te ter aqui, diz que sim
Agora já nada mais é impossível
Ficar contigo, é previsível
Preciso de ti…

A chuva lá fora não pára de cair
Recordo-me agora, já não posso fugir
A vida e' mesmo assim, vai pregando partidas
Neste jogo não há regras nem mesmo medidas
Não tenhas medo
Não é tarde nem é cedo…

7 comentários:

  1. Ano novo,vida nova!
    Que realize todos os seus sonhos, que tenha muito amor pra dar e receber, que nunca falte uma palavra de carinho de seus amigos, mesmo que virtualmente e que seja sempre muito feliz!
    Feliz 2009 pra ti!
    bjo carinhoso,
    Branca.

    ResponderEliminar
  2. Oi Oliveira.

    Muito lindo o seu poema. :-)


    De repente num momento fugaz,
    os fogos de artifício anunciam
    que o Ano Novo está presente
    e o ano velho ficou para trás.

    E como Raul Seixas já dizia: “Nunca é tarde demais pra começar tudo de novo.”

    FELIZ ANO NOVO!!

    ♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥

    ResponderEliminar
  3. Não é tarde nem é cedo...

    É agora :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Excelente post! Tens muito jeito!
    Bom 2009 para ti

    ResponderEliminar